Resenha Paixão Índia - Javier Moro

''Aos dezessete anos será a rainha de um pais que nem sequer conhece...'' (pag,16)
Editora: Planeta
Pag: 389

Sinopse:

Era uma vez um rico marajá indiano que se apaixonou perdidamente por uma bailarina, todas as noites, ela recebia jóias, flores e palavras de amor, sem saber direito como se comportar, num misto de vergonha e orgulho, ela se escondia no camarim. Mas quem poderia resistir ao charme endinheirado do rajá de Kapurthala? A bailarina cedeu... E começou uma das mais belas histórias de amor de que se tem notícia, como passe de mágica Anita Delgado ganhou um palácio e transformou-se em uma princesa espanhola da índia. Por ser Europeia, o marajá lhe garantiu um tratamento especial para ciúmes de suas outras esposas. O choque cultural na índia colonizada do começo do séc XX  era inevitável, determinada, porém, Anita manteve-se no seu lugar, cercada de vassalos, de luxo e de muita solidão... Até que seu coração começou a bater diferente... Paixão índia é a prova de que um conto de fadas pode, sim, torna-se realidade, deixe seu coração embalar-se com essa linda história que já emocionou milhares de leitores em todo o Mundo. (Editora Planeta)




O motivo de eu ter amado o livro é por ele ser baseado na vida real. Paixão Índia conta a história de um casal que realmente viveu e que se amou até um determinado momento. Mas por conta da diferença entre idade e cultura o romance não sobreviveu.

Um dos pontos que mais me intriga é a forma como Javier conta a história, narrando desde da primeira vez que o Marajá olhou para Anita e toda a paixão que nasceu desse olhar. O livro trás todos os contrates que a Índia até hoje possui, a vida extremamente luxuosa dos marajás e a vida de extrema pobreza do povo indiano.

A cada pagina que eu lia, me sentia como se eu realmente estivesse na índia, sentindo o sol queimando á minha pele, o calor extremo que dominava Karputharla no mês de março, o cheiro da chuva caindo na terra, os aromas das comidas típicas e até mesmo dava para ouvir a alegria desse povo. 

Li algumas biografias e poucas fizeram eu sentir o que senti quando estava degustando o livro, foi um momento mágico, acho que isso só aconteceu por eu amar essa cultura tão diferente, tão linda e claro pela forma que Javier escreve com um realidade que assusta, 

O livro narra toda a vida de Anita, desde do momento em que ela disse sim para o Marajá até o dia em que ela foi embora da índia, achei essa mulher muito corajosa por ter ido contra uma sociedade tão machista.  Anita era espanhola corria em seu sangue um fogo, uma vontade de viver e de ser livre, assim que ela chega na índia, sua tão amada liberdade é tomada.

Ter sua vida tão modificada a tornou um pássaro preso em sua gaiola de ouro.  O que adianta ter tanto luxo, viver como uma rainha se ela não podia viver livremente? 
Aos poucos Anita conhece as outras esposas do seu Marido, as quais ela só ficou sabendo depois, Entre uma conversa e outra ela passa a ouvir a história de cada uma delas. De como elas o conheceram e como se tornaram as esposas esquecidas. Para surpresa de Anita uma delas profetizou que o Marajá iria abusar da beleza assim como a companhia de Anita, e infelizmente essa profecia se cumpriu mais cedo do que ela esperava. Anita com o passar do tempo descobre o lado obscuro do seu marido, os tempo de felicidade estava dando adeus para a nossa princesa, e quando ela menos esperou, a solidão bateu na porta.

Porém, seu coração que estava sendo entregue para a tristeza de uma vida solitária se alegra quando conhece  o filho da Marajá, quando pensei que era o fim do livro, um novo começo estava sendo escrito.


FOTOS DE ANITA DELGADO





2 comentários:

  1. Oi linda tudo bem? estou passando para avisar que indiquei seu Blog para responder uma Tag. Se quiser, é só conferir no meu Blog, um super beijo!

    http://karolbride.blogspot.com.br/2014/10/tag-liebster-award.html

    ResponderExcluir
  2. Já ouvi falar desse livro mas nunca me interessei, lendo sua resenha ele parece interessante!
    Seguindo seu blog :)

    Beijos
    Blog Amorices | Facebook

    ResponderExcluir