Primeiras Impressões: O lago negro - Juliana Daglio



Olá Leitores!


Semana passada aceitei um desafio que a querida Juliana Daglio (parceira do blog) estava propondo para seus leitores: Quem aceitasse o desafio, ela enviaria as 20 primeiras páginas do seu novo livro, O lago negro. Em troca deveríamos ler e compartilhar as nossas primeiras impressões. Então aqui estou eu!


Sinopse: Verônica é uma garota problemática marcada por um passado traumático do qual mal se lembra, mas que lhe tirou o direito à total sanidade. Ao se mudar para o interior depois de passar no vestibular, ela se depara com o local perfeito onde poderá se inspirar para, finalmente, transformar seus personagens imaginários em um livro. Lagoana é uma cidade nebulosa, úmida, habitada por almas quietas e pouco amigáveis. Porém, o clima obscuro não virá somente despertar criatividade, mas também acordar seus fantasmas mais profundos. Prestes a perder o controle sobre sua trama e sobre sua mente, Verônica conhece um estrangeiro de sorriso cafajeste e olhos azuis. Desconfiada de suas intenções ela guarda segredo quanto ao seu livro, mas não sabe que Liam também tem os seus, e que eles podem ser a chave para os mistérios que a rondaram durante toda sua vida. O Lago Negro de sua imaginação será, definitivamente, o estopim para toda sua loucura emergir. O que será que ele esconde no fundo de suas águas escuras?


No primeiro capítulo, encontramos Verônica, trancada em um quarto aparentemente fora de si. Cabelos bagunçados, mãos trêmulas. Sua mente estar no limite máximo entre a razão e a insanidade. Alguma coisa aconteceu para que ela estivesse naquela situação, quase perdida em sua própria mente.

Meses antes de sua vida se entrelaçar a escuridão, Verônica se muda com seu namorado Enzo para Lagoana, especie de cidade dos universitários. Porém, eles não foram bem vindos na cidade, ou melhor, os moradores da pequena cidade não aturavam os alunos da faculdade.

Enzo vem de uma família conservadora que achavam que Verônica era uma má influencia para seu precioso filho. Tudo por conta do seu modo de se vestir: camisas de banda de rock, lápis preto e All star de cano longo. No entanto, não era apenas por sua aparência, o grande problema era seu passado sombrio!

Verônica é uma garota com um passado traumático: não se dá bem com a mãe, seu pai faleceu e viveu com sua avó paterna até se mudar para a universidade. Seu passado é o grande culpado por suas fraquezas do presente e dependendo de suas escolhas, seu futuro também estar em jogo.


Bom, não posso dá muitos detalhes e estregar a futura leituras de vocês. Porém, as primeiras 20 páginas só aguçou a minha vontade para ler esse livro. A escrita da Juliana, conquistou-me desde o livro: Uma canção para a libélula. E essas poucas páginas só comprovaram ainda mais que Juliana tem muito talento.

De cara já gostei de Verônica e do seu namorado, alguma coisa me diz que o amor entre eles vai ter muitos obstáculos. Aparentemente os personagens são marcantes e reais de tanta vida que eles possuem.

Minha primeira opinião sobre o livro, é que ele aparenta ser aquele tipo de romance psicológico que vai testar até o ultimo momento o personagem principal, e que a trama é cheia de reviravoltas. Mau posso esperar em tê-los nas mãos e saber que segredos a Verônica esconde, que lago negro é esse ( tenho uma teoria para esse lago negro, mas prefiro não compartilhar com vocês. Vai que seja spoiler né?)

Não tenho mais o que dizer, há não ser que estou muito ansiosa para ler. Juliana sabe como prender seus leitores!



Um comentário:

  1. Lindaaa!!
    Obrigada por participar do desafio, e por ter feito esse post tão fofo e tão dedicado. Fico feliz em saber que já começou a gostar da história. Espero que em breve possa tê-la por inteiro :D

    Beijos no coração!!

    ResponderExcluir