O Natal estar bem próximo e claro que eu já fiz minha listinha de presentes, ou seja, uma lista de livros que quero ganhar...
Todos os meses as editoras lançam vários livros e muitos fazem um verdadeiro sucesso entre os leitores e blogueiros. Porém, o dinheiro não tá fácil, né amiga? Claro que dá vontade de sair comprando tudo, mas infelizmente tem livros que são lançados com preços astronômicos, então algumas vezes, mesmo querendo comprar aquele livro, deixamos o tempo passar para ver se o preço diminui. No entanto, esquecemos. Esse foi o meu caso, esse ano teve tantos lançamentos que tive que esconder meu cartão de crédito, e quando tinha cash o livro estava esgotado, Fala sério! Mesmo com tantos lançamentos apenas 5 livros realmente me conquistaram, e são esses que quero ganhar!!!!



Sinopse: Em 1002, Emma da Normandia, uma nobre de apenas 15 anos, atravessa o Mar Estreito para se casar. O homem destinado a ser seu marido é o poderoso rei da Inglaterra, Æthelred II, muito mais velho que ela e já pai de vários filhos. A primeira vez que ela o vê é à porta da catedral, no dia da cerimônia.

Assim, de uma hora para outra, Emma se torna parte de uma corte traiçoeira, presa a um marido temperamental e bruto, que não confia nela. Além disso, está cercada de enteados que se ressentem de sua presença e é obrigada a lidar com uma rival muito envolvente que cobiça tanto seu marido quanto sua coroa.
Determinada a vencer seus adversários, Emma forja alianças com pessoas influentes na corte e conquista a afeição do povo inglês. Mas o despertar de seu amor por um homem que não é seu marido e a iminente ameaça de uma invasão viking colocam em perigo sua posição como rainha e sua própria vida.
Baseado em acontecimentos reais registrados na Crônica Anglo-saxã, “A Rainha Normanda” conduz o leitor por um período histórico fascinante e esquecido, no qual fantasmas vigiam os salões do poder, a mão de Deus está presente em cada ação e a morte é uma ameaça sempre à espreita.


Assim que vi esse livro foi amor a primeira vista, eu sei que não devemos julgar o livro pela a capa, mas essa capa tá perfeita. Gente amo romances de épocas e romances históricos. Todas as resenhas que leio são só elogios!




 “Certa noite, meu pai me perguntou se eu gostaria de me tornar uma noiva fantasma...”
1893. Li Lan é uma jovem que recebeu educação e cultura, mas que vive sem grandes perspectivas depois da falência de seus pais. Até surgir uma proposta capaz de mudar sua vida para sempre: casar-se com o herdeiro de uma família rica e poderosa. Há apenas um detalhe: seu noivo está morto. 










Eu não conhecia a editora Darkside até ler uma resenha desse livro, novamente me apaixonei pela a capa, realmente eles capricharam e claro pela a sinopse, não sou muito de ler livro do gênero terror ou mesmo sobrenatural, porém esse realmente mexeu com a minha curiosidade.




Sinopse: Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de
uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis.



Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes.



Eles são irmão e irmã.

Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dramatúrgico, Suzuma tece uma tapeçaria visceralmente humana, fazendo pouco a pouco aflorar dos fios simples do quotidiano um assombroso mito eterno em toda a sua riqueza, mistério e profundidade.



A capa não chamou muito a minha atenção, e talvez se eu visse ele em uma livraria jamais compraria. Porém, novamente fui conquistada por conta das resenhas que li nos blogs que sigo. O enredo para ser surpreendente e diferente de tudo que já li!



Sinopse: No mundo de Tana existem cidades rodeadas por muros são as Coldtowns. Nelas, monstros que vivem no isolamento e seres humanos ocupam o mesmo espaço, em um decadente e sangrento embate entre predadores e presas. Depois que você ultrapassa os portões de uma Coldtown, nunca mais consegue sair.Em uma manhã, depois de uma festa banal, Tana acorda rodeada por cadáveres. Os outros sobreviventes do massacre são o seu insuportavelmente doce ex-namorado que foi infectado e que, portanto, representa uma ameaça e um rapaz misterioso que carrega um segredo terrível. Atormentada e determinada, Tana entra em uma corrida contra o relógio para salvar o seu pequeno grupo com o único recurso que ela conhece: atravessando o coração perverso e luxuoso da própria Coldtown. A Menina Mais Fria de Coldtown, da aclamada Holly Black, é uma história única sobre fúria e vingança, culpa e horror, amor e ódio.

O designer da capa é bem legal e chamativa, e o título tem aquele Q de suspense. Além disso, amei as resenhas que li e fiquei muito curiosa com a trama.



 Sinopse: No mundo de Caitlin, tudo é preto e branco. Qualquer coisa entre um e outro dá uma baita sensação de recreio no estômago e a obriga a fazer bicho de pelúcia. É isso que seu irmão, Devon, sempre tentou explicar às pessoas. Mas agora, depois do dia em que a vida desmoronou, seu pai, devastado, chora muito sem saber ao certo como lidar com isso. Ela quer ajudar o pai – a si mesma e todos a sua volta –, mas, sendo uma menina de dez anos de idade, autista, portadora da Síndrome de Asperger, ela não sabe como captar o sentido. Caitlin, que não gosta de olhar para a pessoa nem que invadam seu espaço pessoal, se volta, então, para os livros e dicionários, que considera fáceis por estarem repletos de fatos, preto no branco. Após ler a definição da palavra desfecho, tem certeza de que é exatamente disso que ela e seu pai precisam. E Caitlin está determinada a consegui-lo. Seguindo o conselho do irmão, ela decide trabalhar nisso, o que a leva a descobrir que nem tudo é realmente preto e branco, afinal, o mundo é cheio de cores, confuso mas belo. Um livro sobre compreender uns aos outros, repleto de empatia, com um desfecho comovente e encantador que levará o leitor às lágrimas e dará aos jovens um precioso vislumbre do mundo todo especial dessa menina extraordinária.

Gente, não tem como não se apaixonar por essa capa. Ela já passa uma mensagem visual bem reflexiva e depois que li a sinopse eu disse para mim mesma que eu precisava ler esse livro!

Então, o que acharam da minha listinha de natal?

  


2 Comentários

  1. Olá!
    Também quero muito ler A Noiva Fantasma! Adoro as edições da Darkside e esse parece ser muito bom!
    Bjs
    EntreLinhas Fantásticas

    ResponderExcluir
  2. Oi Thalita,

    Mulher que livro é esse em? me tornei fã da editora!

    ResponderExcluir