Resenha: Meia Dúzia de Poemas Infames - Carolina Veríssimo






Meia Dúzia de Poemas Infames é uma coletânea de 40 poemas. Um projeto inédito e autoral que começou com meia dúzia de versos e se consolidou neste magnífico livro.








Pág: 41
Editora: Pistis
ISBN: 978-85-64801-10-3
Onde comprar
Classificação:


Blog da autora /  Facebook / Adquira o livro





Olá meus queridos docinhos!

A resenha de hoje será a primeira resenha que faço de um livro de poesias. Fiquei matutando comigo mesma como eu iria escrever a resenha de hoje. Me perguntei várias vezes como começaria, porém não consegui achar uma solução. Bom, então resolvi apenas escrever, deixaria minha imaginação fluir, escreveria a minha opinião sobre os sentimentos escritos de um poetisa.

Essa resenha será breve, até porque não tenho muito o que falar sobre esse livro, é preciso ler as poesias e senti-las. Só assim vocês irão entender o motivo de eu Wanderléa ter ficado sem palavras.

O que eu posso dizer que amei cada poesia, cada palavra. Gosto de poesias que realmente descreva sentimentos, dores e lágrimas e Carolina Veríssimo é o tipo de poetisa assim.

O livro é curto, apenas 40 poemas, porém ao meu ver é perfeito! O tipo de poesia que você vai encontrar nesse livro, é o tipo que irá fazer você pensar e repensar e no fim vai dizer: Ela traduziu o que eu senti naquela época. Ou seja, muitos de nós já passamos por experiências parecidas e algumas vezes iguais e isso você verá nas poesias essas semelhanças de vivencias e principalmente de sentimentos.

Bom, vou deixá-los com uma poesia que gostei muito, não vou dizer que é a minha preferida, porquê gostei de quase todas. Porém, essa me atingiu de uma forma que não consigo explicar...



Hoje


Eu sei que as lágrimas secam

E que as dores voam para longe feito

pássaros migratórios

Com a promessa de voltar um dia.

Mas hoje tive um dia tranquilo e nenhum

fantasma me aterrorizou.

Hoje meus olhos não se voltaram para escuridão

Fiquei bem comigo mesma e não tanta

raiva do mundo.

Eu apenas aprendi  que as lágrimas

vão secar um dia

Porque secaram aquelas que caíram antes.


Tenho certeza que se você gosta de poesias, vai amar esse livro!


Um comentário:

  1. Oi, Wanderléa! Tudo bem?

    Ler poemas e poesias não é tão assim o meu forte, porém, as vezes pego um livro como este e leio para relaxar a tensão.
    Esta poesia que você deixou aí, é muito bonita! Parabéns pela escolha! :)

    Beijos!
    Danny
    http://www.irmaoslivreiros.com/

    ResponderExcluir