Resenha: O Colecionador de Borboleta - Cecília Mouta


NACIONAL


Você sabe qual a verdade sobre o efeito borboleta?  Nicola é um pesquisador e colecionador de borboletas que perdeu a memória. Durante sua recuperação, com a ajuda de uma psiquiatra, descobre que possui o poder de voltar ao passado e modificá-lo, e também que era apaixonado por uma garota chamada Joana, que aparece repetidas vezes em meio à suas confusas visões.Pior que uma lembrança morta, é uma lembrança que insiste em ressurgir. E Nicola terá que seguir o fio de suas vagas recordações para desvendar até que ponto alterou seu passado. Porém, este colecionador ainda não tem consciência do quanto o efeito borboleta pode ter afetado seu próprio destino.




Editora: Novo Século
Gênero: Ficção fantástica
ISBN: 9788576798101
Ano: 2012
Pág: 255
Classificação:





Nicola é um Entomólogo que por um motivo misterioso se encontra em uma clínica de repouso, ele não consegue lembrar do seu passado e tão pouco do motivo que o fez parar naquele lugar. Mas, aos poucos flash do tenebroso passado passa a persegui-lo, além de sempre causar fortes dores de cabeça, sinais esses que alertam quando as lembranças estão se aproximando. A cada lembrança é mostrado para ele episódios de sua vida, na verdade é como se fossem peças de um grande quebra-cabeça.


Talvez seja disso que eu precise para deter as lembranças. Uma metamorfose. (Pág. 125)

Em uma de suas lembranças Nicola é levado no momento em que conheceu Joana sua amiga de infância, que logo depois tornou-se sua razão de viver. Foi por conta da paixão de Joana em caçar borboletas que ele se tornou também, um amante e admirador dessas belas criaturas.

Acho as borboletas animais fascinante. Quero estudá-las, quero saber tudo o que é possível sobre borboletas. (Pág. 66)

Em uma de suas caçadas Nicola e Joana se embrenham na mata. Joana perseguia uma linda borboleta verde quando de repente cai em uma lagoa, no entanto, mesma sabendo nadar seu pé se enrosca deixando-a presa no fundo. Nicola se desespera vendo sua namorada se afogando, infelizmente sem saber nadar correr em busca de ajuda.

Quando o pai de Joana e Nicola chega ao local, o pior já tinha acontecido à doce menina, ela já tinha sido beijada pela a morte. Nicola fica arrasado, aquela menina era tudo para ele, em meio a sua dor ele lembra da ultima conversa que teve com ela. Joana havia dito que sua avó acreditava no efeito borboleta:

"Bem, ela me disse que algumas pessoas tem certas capacidades psicológicas, que podem alterar o tempo-espaço dos acontecimentos. Ela acreditava que, com a força do pensamento e tocando em um objeto que caraterizava a vida da pessoa, você poderia voltar em um momento especifico do passado.'' (Pág. 39)

Na esperança de ter sua amada novamente, ele faz uma tentativa de voltar ao passado. É nesse momento que ele descobre ser capaz de voltar ao tempo. Nicola volta até o momento antes deles saírem para caçar borboletas, assim impedido a morte prematura de Joana. Só que ele não sabia que a morte não pode ser enganada.


O livro Colecionador de Borboletas é um livro que aborda um tema que sempre gerou diversas opiniões. Viagem ao tempo é um assunto fascinantes para a maioria dos leitores de ficção fantástica e ficção cientifica. Quem não gostaria de voltar ao passado para tentar fazer algo diferente, ou mesmo, para evitar algum problema que mais tarde afetaria no presente? 

No caso de Nicola o personagem, ele volta algumas vezes no tempo e a cada alteração que ele faz em seu passado modifica todo o presente, assim como o futuro, porém não só a dele, como de todo o sistema no qual ele está inserido, ou seja, os destinos de seus amigos e familiares também sofrem com o efeito borboleta. 

Narrado em primeira pessoa, o leitor será levado para o passado, alternando com o presente de Nicola e junto com ele decifrar seu enigmático passado e os motivos que o trouxe para a casa de repouso. A cada capítulo Cecília (autora) mostrará uma nova peça para esse quebra-cabeça.

Achei bem interessante a forma que a autora abordou sobre viajem ao tempo, ou melhor, sobre o efeito borboleta. Nicola ao voltar no passado e impedir a morte de Joana, ele só adiou o inevitável.

A trama é bem envolvente, principalmente para quem gosta do tema. Achei Nicola um personagem dramático demais, talvez eu não esteja acostumada com personagens masculinos tão sensíveis. Joana assim como os outros poucos personagens, na minha visão, são apenas peças de um tabuleiro que Cecília criou, até por que ao meu ver a história é mais concentrada em um único personagem, adivinha quem? Nicola!

O enredo é bem bolado, mas não achei algo único, pois ao iniciar a leitura lembrei-me muito do filme Efeito Borboleta de 2004 estrelado por Ashton Kutcher. Mesmo gostando muito, achei que a história deveria ter sido bem mais desenvolvida, principalmente nos capítulos importante do enrendo, como por exemplo o capítulo final, senti que a autora foi rápida demais e por conta disso me senti perdida em alguns pontos.

O romance entre Nicola e sua terapeuta, pareceu-me um pouco frio. Ele nem parecia o mesmo Nicola tão apaixonado e romântico que ele foi com Joana anteriormente, faltou química!

No geral, o livro em si está bem escrito, bem planejado, só faltou mesmo um pouco mais de desenvolvimento. A diagramação é simples, porém não vi erros digitação. Amei demais os capítulos serem curtos, pois assim, dá impressão de que estou lendo rápido.

Em fim, o colecionador de borboleta foi uma leitura agradável, além de ter sido um maravilhoso entretenimento, acabei aprendendo um pouco sobre borboletas. Recomendo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário