1890. O Brasil passava por sérias mudanças. Os escravos foram alforriados, porém, apenas no papel. Os italianos começaram a chegar em busca de uma vida melhor. A corrida pelo ouro terminara há muito tempo e o café com leite era o que sustentava a economia do país.
Em Minas Gerais, uma única família ainda mantinha a atividade do minério, a família Leon, eles continuavam sendo abençoados, encontrando ouro em suas terras.
O Conde de Leon, filho do monarca Duque de Leon, que, devido a idade, não conduzia mais os negócios. Conde que, apesar de bondoso, carregava no peito a enorme dor da perda. Sua esposa Cassandra falecera ainda muito jovem, e desde então ele nunca mais ficara atraído por nenhuma mulher, até aquele dia, 31 de outubro, quando uma jovem de cabelos negros e pele extremamente branca chegou em sua casa para ajudar na cozinha. Uma jovem bonita, delicada e inteligente.
Assim, o Conde de Leon, finalmente percebeu que poderia se libertar do fantasma de sua falecida e amada Cassandra. Entretanto, a jovem carregava consigo um segredo: Linda, porém fatal.
 Autora: Tatiane Durães
Assunto: Romance, Ficção                                                                  
Editora: Deuses
Qtd de Páginas: 156
Classificação:









Amanda é uma jovem de cabelos negros e pele muito branca, apesar de fugir dos padrões de beleza de 1890. Ela tinha tudo para ser uma jovem meiga e frágil. No entanto, Amanda não era esse tipo de mulher, pelo contrário era muito destemida. Filha de uma famoso ladrão, aprendeu desde de cedo a roubar, matar e a se proteger de qualquer perigo.

Amanda nunca precisou matar, sua especialidade era abrir cofres em quanto Henrique seu amante ficava com o cargo de sanguinário. Eles realmente fazia uma dupla e tanto, mas por conta da traição dele foi preciso Amanda fugir. Henrique acusou-a de ter matado um homem, por conta dessa falsa acusação, se ela fosse presa iria direto para à forca.

Correndo mais rápida que o vento Amanda vai em busca de ajuda na casa de sua única amiga Alicia que também devia um pequeno favor para ela. Lá foi amparada e por sorte Alicia tinha uma tia que trabalhava na mansão do conde de Leon e lá seria um bom esconderijo para ela, já que ele era Conde e jamais haveriam suspeitas sob ele.

Conde de Leon ficou viúvo muito cedo e desde que sua amada Cassandra faleceu não voltou mais a se interessar por nenhuma outra mulher. Até que ele encontra em sua cozinha, uma nova ajudante. Conde de Leon logo se apaixona pela Amanda sem saber que por trás daquele jovem rosto escondia-se uma experiente ladra que não merecia confiança. Mas, Amanda não era a única que escondia segredos obscuros, Conde de Leon também tinha segredos, que se caso fossem revelados mesmo sendo filho de um Duque não iria escapar de ter seu corpo queimado em uma grande fogueira.

Rapidamente a paixão entre os dois é consumida e Conde resolve torná-la sua esposa, mesmo após descobrir o passado dela não desiste desse amor. Amanda mesmo temendo,  se entrega de corpo e alma.  A felicidade estava plena na vida dela e isso estava deixando-a alarmada, já que não acreditava em uma vida tão calma, sem saber suas premonições estavam corretas, seu passado não iria deixa-la sossegar tão cedo.



Não posso acreditar que emfim esse livro chegou em minhas mãos. Estava muito ansiosa para lê-lo e também conhecer a escrita da autora Tatiane Durães.  Eu estava com muitas expectativas, pois amo romances históricos. Porém, ao iniciar a leitura o enredo não prendeu tanto a minha atenção como pensei que iria. Logo eu estava começando a contar quantas páginas faltavam para acabar, mas ao chegar em um determinado capítulo algo mudou e de repente lá estava eu, totalmente absorta na leitura.

O enredo em si foi muito bem elaborado e a forma como a autora conectou o romance com as mudanças sérias que estava acontecendo no Brasil naquela época como por exemplo: a lei Áurea. Tornou o enredo ainda mais atraente, pena que isso ficou em segundo plano. A autora bem que poderia ter explorado mais esse assunto!

Outro ponto que também senti falta, foi a química entre Amanda e Conde. Infelizmente não senti a liga entre eles, achei muito superficial. (Mas tenho uma teoria para isso, achei que os acontecimentos estavam rápido demais). Tem partes do livro que poderia ter sido melhor desenvolvida, como por exemplo: os sentimentos entre Amanda e o Conde, mas detalhes sobre a escravidão e a religião do qual o Conde pertencia.

Acho que você caro leitor deve estar achando que odiei o livro, mas não! Pelo contrário, a autora soube criar uma história que pode envolver qualquer leitor. Desejo e Honra é esse tipo de história onde mistura paixão, mistério, traição e principalmente mostra até que ponto uma pessoa vai para conseguir o que quer, nesse caso nunca vi um vilão tão malvado.

Fora os pontos negativos que citei, achei uma ótima leitura, do meio para o fim não tem como não ficar totalmente envolvido na trama que a autora criou. Tatiane Durães não teve medo de escrever sobre a perversidade que a mente humana foi capaz de cometer na época da escravidão.

Nota dez para a capa, achei linda. A sinopse está muito bem escrita, o tamanho das letras estão agradáveis para uma leitura demorada. Vi alguns erros de digitação, mas nada que vá atrapalhar a leitura e o final não tinha como ser diferente, foi apaixonante...






Um Comentário

  1. Oi Wanderlea,

    Fico feliz que tenha gostado, mesmo com os poréns. rsrs... Muito obrigada por participar do booktour.
    bjs

    ResponderExcluir