Entrevista: Christiane de Murvile

Vamos iniciar a semana com uma maravilhosa entrevista com Christiane de Murvile autora da trilogia: A Caverna Cristalina, publicado pela editora Chiado.

Christiane de Murvile 



Graduada, mestre e doutora em Psicologia Clínica pela Universidade de São Paulo (USP), com especialização em psicodrama e orientação profissional, Christiane Isabelle Couve de Murville dedicou sua carreira ao atendimento psicológico, oferecendo oficinas de teatro espontâneo em contextos variados. É também bacharel em Ciência da Computação pela USP e integra o grupo de estudos Kallipolis sobre níveis de realidade. Morou sempre no Brasil, apesar da dupla nacionalidade, brasileira e francesa. Publicou a novela A vida como ela é, além de livros e artigos acadêmicos, e tem experiência artística em escultura e pintura. 




ENTREVISTA



Qual foi o maior obstáculo para escrever o livro?

Reconheço que havia dias mais produtivos, em que a escrita fluía naturalmente e mais facilmente, e outros menos.   Nesses dias em que sentia mais dificuldade para escrever, ia dar uma caminhada, fazia outra coisa. Acredito que quando  ficamos com a mente a mil por hora, tentando resolver algo, as coisas não fluem direito, tudo parece travado. Depois, quando paramos de pensar no assunto, aí naturalmente surge a ideia, vem algo novo, vislumbramos novas possibilidades. 

Existe algum personagem que foi inspirado em alguém da vida real? 

Sim, com certeza todos os meus personagens surgiram de experiências do meu dia a dia.

No início, que tipo de escritor ou livro te influenciou?

Não identifico nenhum tipo de escritor ou livro que tenha me servido como modelo a seguir.

Como você percebeu que o seu destino era ser escritora?

Jamais pensei em escrever quando mais jovem. Simplesmente, comecei a escrever quando senti vontade compartilhar ideias e reflexões que considero interessantes, capazes de inspirar as pessoas a buscarem planos de existência mais leves, livres e luminosos. 

Quais são seus livros, autores e personagens preferidos? 

Segue alguns livros e autores que aprecio:


  • O livro de Mirdad de Mikhail Naimy
  • The source Field de David Wilcock
  • O antigo segredo da flor da vida de Drunvalo Melhizedek
  • Autobiografia de um Iogue de Paramahansa Yogananda
  • A divina Comédia de Dante Alighieri
  • Todos os livros do Jerry Alan Johnson
  • Buda de Deepak Chopra
  • Fernão Capelo Gaivota de Richard Bach
  • O pequeno príncipe de Antoine de Saint-Exupéri
  • Código da Vinci, Brumas de Avalon, O físico... 

Quando você lê o livro de um escritor mais ou menos da sua idade, que disputa mais ou menos os mesmos espaços que você, a torcida é para que o texto seja bom ou ruim?

Desejo que todos consigam irradiar a luz que têm dentro de si. Tudo que a gente lança no mundo, em forma de pensamentos ou ações, de algum modo, um dia nos retorna. Acredito ser mais saudável, para todos nós e o ambiente ao nosso redor, cultivar sentimentos de bondade, compaixão, amor, altruísmo, em relação a todos os seres. Um mundo de competição, inveja e raiva não leva a lugar nenhum, somente traz dor e decepções. Melhor buscar um mundo de cooperação mútua. Quanto à crítica, sempre é bem vinda, se vier do coração, para te ajudar a crescer e realizar o seu potencial. 

Você convive fraternalmente com alguém que, em público ou particular, declarou não gostar dos livros que você escreveu?

 Sei de gente que não curtiu tanto a leitura dos meus livros e que vejo regularmente. Entendo que cada leitor tem seus interesses, que não precisam ser iguais aos meus, e que nem todo mundo precisa gostar dos meus livros. Não vou brigar com ninguém que eventualmente não tenha gostado do meu livro!

Quais são seus projetos para 2018?

Tenho um novo livro sendo publicado muito em breve pela  Chiado Editora. Chama-se “Até Quando? O vai e vem” parte 1. Acredito que o lançamento do livro acontecerá até maio deste ano. E já estou trabalhando na parte 2 do “Até Quando?”, que já está escrita, faltando apenas uma revisão geral. 
Também tenho o “La vie comme elle est”, versão em francês do « A vida como ela é”, sendo publicado na Europa muito em breve. Estarei no salão do livro e da imprensa de Genebra em abril, apresentando os meus livros. Além desses dois novos livros, levarei também a trilogia “A Caverna Cristalina/ La Caverne Cristalline” nas duas versões em francês e português. 


Estou honrada de conseguir essa entrevista com a autora através do projeto Eco Literário. 
Antes de finalizar o post de hoje, quero apresentar a trilogia A Caverna Cristalina.


Onde comprar:
Chiado Editora
Livraria Martins Fontes Paulista
Livraria Cultura


Nenhum comentário