Atualmente existes tantos gêneros e subgêneros literários que chega a dá um nó na cabeça. Para mim existe apenas aqueles velhos gêneros: romance, terror, policial e por aí vai. Assim como os livros, o conto popular também tem suas divisões são divididos em 10 categorias ( e eu achando que contos não tinham diferença). Como existe 10 tipos de categorias vou dividir, toda quarta-feira abordaremos uma categoria.


Então, vamos lá?





São contos que tem como personagens reis, rainhas, príncipes, princesas, pessoas simples que passam por grandes problemas, na maioria das vezes causadas por seres sobrenaturais como  bruxas, ogros gigantes e etc... e essas pessoas são podem ser salvas com a ajuda de objetos mágicos ou outros seres mágicos como fadas, magos, anões. E no fim o bem sempre vence o mal.

Objetivo do contos de fadas: Realização interior do ser humano

Os mais conhecidos autores e coletores de contos de fadas são:


                                                                     Charles Perrault

 foi um escritor e poeta francês do século XVII, que estabeleceu as bases para um novo gênero literário, o conto de fadas, além de ter sido o primeiro a dar acabamento literário a esse tipo de literatura, o que lhe conferiu o título de "Pai da Literatura Infantil".















Principais Obras




A bela adormecida.




Cinderela


O gato de botas


        Irmãos Grimm

Os irmãos Grimm (em alemão Brüder Grimm ou Gebrüder Grimm), Jacob (Hanau4 de janeiro de 1785 – Berlim20 de setembro de 1863) e Wilhelm (Hanau24 de fevereiro de 1786 – Berlim16 de dezembro de 1859), foram dois irmãos, ambos acadêmicoslinguistaspoetas escritores que nasceram no então Condado de Hesse-Darmstadt, atual Alemanha. Os dois dedicaram-se ao registro de várias fábulas infantis, ganhando assim grande notoriedade, notoriedade essa que, gradativamente, tomou proporções globais.

Principais Obras

Branca de neve e os 7 anões


Chapeuzinho Vermelho


Hans Christian Andersen 

foi um escritor e poeta de histórias infantis, nascido na atual Dinamarca. Andersen era filho de um sapateiro, o que levou Andersen a ter dificuldades para se educar. No entanto, seus ensaios poéticos e o conto "Criança Moribunda" garantiram-lhe um lugar no Instituto de Copenhague. Escreveu peças de teatro, canções patrióticas, contos, histórias, e, principalmente, contos de fadas, pelos quais é mundialmente conhecido

Principais Obras

A sereiazinha


A pequena vendedora de fósforos


Com toda certeza muitos já leram ou ouviram esses contos, no meu caso conheço todos. Quando eu ainda era menina tinha um livro com mais de 50 contos, e hoje praticamente os contos já viraram filme. Porém na minha opinião, ainda prefiro lê-los e imagina-los.

Até a próxima!

 Fontes: Wikipédia, Prime cursos contação de histórias 


Um Comentário

  1. Oi, Wanderléa
    Eu já ouvi falar em todos também, mas nunca em A pequena vendedora de fósforos. Fiquei até curiosa.
    Minha preferida é a Cinderela. Esses contos são muito bons.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir