Resenha: Repouso Absoluto - Sarah Bilston


Uma carreira de sucesso, um marido encantador, uma saudável conta bancária e, agora, uma gravidez. A jovem advogada britânica Quinn Boothroyd já riscou todos os itens da lista de coisas a fazer antes dos 30. No entanto, tudo isso desmorona quando sua obstetra lhe recomenda repouso absoluto durante os últimos três meses de gestação. Deitada no sofá com sua vida social e profissional em suspenso, Quinn passa o tempo examinando sua extenuante rotina profissional em Manhattan, a mãe dominadora, a irmã insuportável, seu relacionamento conjugal e até mesmo o verdadeiro motivo para ter um filho. O repouso absoluto gera resultados muito surpreendentes, divertidos e comoventes...





ISBN: 8501084682
Ano: 2009 / Páginas: 304
Idioma: português
Editora: Record
Classificação:






Iniciei o ano com um Chick-Lit bem inusitado e diferente. Não é um história grandiosa, e talvez para algumas leitoras será um pouco monótono, no entanto, mesmo parecendo um pouco parado é um enredo que deixa sua curiosidade aguçada. Além disso, não é algo mirabolante, a história é bem simples e direta. O problema que a Q está passando em sua gravidez pode acontecer com qualquer mulher, então não foge muito da realidade. A personagem é um "pouco" diferente do padrão das mulheres engraçadinhas que dominam os livros do gênero.

Q não é nada engraçada, pelo menos para mim não é. Ela é uma mulher como qualquer uma de nós, e que está passando pelas as fazes nada glamourosos de uma gestação.  Então, ela passa a ficar trancafiada em seu sofá 24hs por dia, tentando ao máximo levar a gravidez a diante.

Por ser uma advogada muito ocupada, Q era a típica mulher americana, sem tempo para a família ou amigos. Sua vida era seu escritório e nas horas vagas que restavam ficava com seu marido. Somente na gravidez ela precisou obrigatoriamente a desacelerar seu ritmo, ou então perderia a criança. É em seu sofá que a Q começa a enxergar a vida sobre uma outra perspectiva, refletindo sobre sua própria família e suas rivalidades com suas irmãs. 

É uma história bem casos de família. Minha leitura foi rápida e em menos de dois dias finalizei, não foi uma leitura queridinha, porém gostei muito. Para quem não sabe, Repouso Absoluto é como se fosse um diário, todos os dias Q escreve nele seus medos, angustias, segredos e tudo o que ela pensa. Então podemos dizer que é uma narrativa em primeira pessoa, com poucas falas.

Nossa personagem passa por muitos problemas, é complicação na gravidez, seu relacionamento com seu marido ( inicialmente ele é fofo, depois sua personalidade muda bruscamente) entra em crise e todo o seu emocional passa por uma verdadeira tempestade. Não tem como não sofrer junto com ela.

É uma leitura madura (e que talvez as leitoras mais jovens não irão gostar muito), porém eu indico, até porque uma coisa é certa: em algum momento nós iremos engravidar e  passar por todo o dilema dos altos e baixos que é uma gestação.

Um comentário:

  1. Oi! Já li este livro e tenho opinião parecida. É muito denso, difícil até. Não achei uma leitura fácil, mas valeu a pena.

    Abraços

    Ana

    leiturasefofuras.blogspot.com

    ResponderExcluir