Resenha: Água para Elefantes - Sara Gruen

Desde que perdeu sua esposa, Jacob Jankowski vive numa casa de repouso, cercado por senhoras simpáticas, enfermeiras solícitas e fantasmas do passado. Durante 70 anos Jacob guardou um segredo: nunca falou a ninguém sobre o período de sua juventude em que trabalhou no circo. Até agora.
Aos 23 anos, Jacob era um estudante de veterinária, mas teve sua vida transformada após a morte de seus pais num acidente de carro. Órfão, sem dinheiro e sem ter para onde ir, ele deixa a faculdade antes de fazer as provas finais e, desesperado, acaba pulando em um trem em movimento, o Esquadrão Voador do circo Irmãos Benzini, o Maior Espetáculo da Terra.
Admitido para cuidar dos animais, Jacob sofrerá nas mãos do Tio Al, o empresário tirano do circo, e de August, o ora encantador, ora intratável chefe do setor dos animais.
É também sob as lonas que ele se apaixona duas vezes: primeiro por Marlena, a bela estrela do número dos cavalos e esposa de August; e depois por Rosie, a elefanta aparentemente estúpida que deveria ser a salvação do circo.


Lançamento: 15/03/2011 
Número de páginas: 272 
eISBN: 9788580410051 
Classificação:




Água para elegantes foi uma leitura agradável que conseguiu manter meu interesse até o fim, com uma história envolvente, cativante e um enredo simples e sem muitos a floreios.
A história é apresentada em dois tempos: presente e passado e cada capitulo é alternado. A história se inicia com Jacob Jankowski com seus 93 anos vivendo em um lar de idosos desde morte de sua amada esposa, aos poucos a lembrança do seu passado tomam lugar no enredo, e assim o leitor é levado a conhecer um Jacob com seus 23 anos, se preparando para os exames finais da Universidade de Cornell, porém no dia dos exame uma desgraça acontece, Jacob abandona a faculdade, sem dinheiro e sem um lar ele saí sem rumo.

Sua aflição era tão grande que ele consegue embarcar em um trem em movimento, somente no dia seguinte ele percebe que o trem pertencia ao circo "Esquadrão Voador do Circo Irmãos Benzini - O Maior Espetáculo da Terra". Onde toda a sua aventura começaria.

“Quanto mais perturbadora a lembrança, mais persistente a sua presença.”Água para elefantes
Esse livro já estava na minha estante á muito tempo, a sinopse não conseguiu chamar minha atenção, no entanto, em uma noite quente olhei para ele e simplesmente comecei a ler, inicialmente não me agradei com a história, mas me mantive firme na leitura, ainda bem que fiz isso, porque realmente gostei da leitura, por mais que não tenha aventuras épicas ou um romance um pouco mais hot, ele tem uma história que merece ser lida e apreciada. 

"É tudo ilusão, e não há nada de errado nisso. É o que as pessoas querem de nós. É o que elas esperam."

Os personagens são bem maduros e muito bem elaborados, principalmente o vilão com suas mudanças de humores radicais. o que ele tem de amável ele tem de perigoso.

O livro retrata muito bem (até porque a autora fez uma grande pesquisa muito sobre o mundo dos circos de 1929) a beleza e a maldade que anda lado-a-lado em volta de um picadeiro em uma época que as pessoas pouco se importavam com os animais.


Por mais que o leitor já saiba o final, isso não atrapalha a fluidez  da leitura, pelo contrário, incita ainda mais o leitor à descobrir o caminho que Jacob precisou caminhar até chega ao lar do idosos. 


Nenhum comentário